terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Vampiro: A série


E aí galera! 
Sou a mais nova integrante do blog e vou postar dicas sobre a minha especialidade: seriados e como eles podem ajudar no fantástico mundo do RPG.

Vocês devem estar se perguntando "O que um post sobre séries tá fazendo em um blog de RPG?!" Nada a ver, certo? Errado!! Os seriados são excelentes modelos de referência nos jogos de RPG. Pensem nas semelhanças: cenários, tramas, armadilhas, histórias, investigações, aventuras, músicas e personagens. Vocês possuem uma gama imensa de referências que podem ajudar em todos os âmbitos de um jogo, desde o Mestre aos Jogadores. Um seriado pode ser comparado a um campanha de RPG, ele possui uma trama de fundo, com personagens principais e secundários, episódios que podem ou não ser quests individuais e em muitos casos, um chefão que passa as missões, além dos superpoderes que ocasionalmente aparecem e logicamente, o up nos personagens com o passar das temporadas, que é o nosso estimado e precioso XP.
Então amigo, percebeu uma mera semelhança? Se sim, continue lendo porque esse post vai te interessar muito.

Kindred: The Embraced
Depois de muitas horas pensando qual seria a primeira série que eu iria falar, creio ter chegado na dica perfeita, Kindred: The Embraced.

Que seriado poderia ser melhor pra falar de RPG do que um baseada em um dos livros mais famosos de RPG?! Pois é, pra quem não sabe Kindred: The Embraced é um seriado baseado nos livros de Vampiro: A Máscara, produzido pela John Leekley Productions e Spelling Television com participação de Mark Rein-Hagen, que foi ao ar em 1996 pela FOX.

A trama se passa na cidade de São Francisco e gira em torno do detetive humano Frank Kohanek (C. Thomas Howell), o Príncipe Ventrue Julian Luna (Mark Frankel), a jornalista humana Caitlin Byrne (Kelly Rutherford), a sobrinha de Julian, Sasha (Brigid Brannagh), o detetive kindred Sonny Toussaint (Erik King) e os membros da Primigênie: a Toreadora Lillie Langtry (Stacy Haiduk), o Nosferatu Daedalus (Jeff Kober), o Gangrel Cash (Channon Roe), o Brujah Eddie Fiori (Brian Thompson) e o Ventrue Archon Raine (Patrick Bauchau). Cada episódio tem sua história individual mas algumas tramas permanecem durante toda a série, como a rivalidade entre o detetive Frank e o empresário Julian e a constante tentativa de Fiori de tomar o trono do Príncipe e controlar a cidade.



A série em geral é bem fiel aos livros de Vampiro: A Máscara, a cidade de São Francisco é controlada pelo Príncipe e seu Conclave (Primigênie), que são responsáveis pela proteção do maior tabu vampírico: A Máscara(1). Outros pontos em comum com os livros se destacam: a existência do Frenesi; a constante possibilidade da guerra entre os clãs (Jyhad); o uso de certas Disciplinas como Dominação (uso diferente do livro, não é necessário contato visual ou palavras), Presença, Auspícios e Metamorfose (Fundir-se com a terra_Nível 3, virar lobo ou aves de rapina_nível 4); a Morte Final e o Abraço(2).



Julian e Lillie
O início da trama se desenrola com a descoberta dos Cainitas pelo detetive Frank Kohanek, amante da Kindred Alexandra Serris que sofre uma Caçada de Sangue(3) por quebrar a Máscara ao revelar sua verdadeira natureza para Frank, assim começa a guerra particular entre o Príncipe Julian e o detetive, que tenta revelar a existência dos vampiros todo o tempo. Durante toda a série paira uma constante atmosfera de traições, conspirações e brigas sempre visando o lado social. As cenas de ação são poucas e creio que a limitação no uso das Disciplinas deve-se à dificuldade da época em fazer bons efeitos especiais.  

Mas como nada é perfeito algumas coisas foram alteradas ou inventadas para se adaptarem melhor ao roteiro da série. Uma diferença gritante é a possibilidade dos Kindreds saírem de dia e ficarem exposto à luz do sol, sem nenhum problema, se tiverem bebido sangue na noite anterior. Outra adaptação não muito feliz foi a aparência dos Nosferatus, são extremamente humanos, com feições e corpo normais, se destacam apenas pela inexistência de cabelo e pelas orelhas alongadas, além de algumas veias sobressalentes na cabeça. Algumas explicações também se perdem no meio da história, como o Laço de Sangue(4) e a criação de Carniçais(5) e principalmente o uso das Disciplinas. Parece que todos os vampiros são capazes de usar Presença e Dominação, além possuírem Metamorfose (todos se transformam em lobos), enquanto a Ofuscação foi apresentada como Disciplina específica dos Assamitas. Grande detalhe é a incrível capacidade que todos possuem de ingerir alimentos e bebidas como humanos. Algumas coisas também faltaram no enredo como a existência de Gerações, da Camarila, do Sabá e de outros clãs.

Pra finalizar, uma referência que eu não poderia deixar passar, a presença romântica e idealizada que sempre acompanha os romances da Anne Rice. Grande parte dos Cainitas da série possuem o eterno amor platônico dos vampiros pelos mortais e sua busca pela humanidade e prazer.

Bom, é isso aí galera! Espero que tenham gostado! O post ficou um pouco maior do que eu pretendia e eu ainda podia escrever mais uns 4 parágrafos, mas acho melhor encerrar por aqui. Aconselho demais que vocês vejam essa série! Até mesmo pra quem nunca jogou Vampiro: A Máscara e nem pretende jogar, é uma história envolvente e viciante.



Um beijão pra vocês e até a próxima!

Conclave
1 Lei Cainita que proíbe seus membros de revelarem sua verdadeira natureza.
2 Ritual de transformação em vampiro. 
3 Ritual que escraviza emocionalmente um indivíduo.
4 Ser que se alimenta de sangue vampírico e adquire características sobrenaturais.
5 Um vampiro é condenado a Morte Final pelo príncipe da cidade e é caçado pelos outros cainitas.

Curiosidades:

  • A série foi cancelada pela Fox com apenas 8 episódios devido a baixa audiência. Posteriormente a Showtime adquiriu os direitos do programa e planejou continua-la, porém o ator  Mark Frankel (Julian Luna) morreu em um acidente de moto em 1996 e assim o projeto foi deixado de lado;
  • Após o cancelamento da série nenhum outro episódio foi produzido. Os oito episódios foram lançados em VHS e em DVD em 21 de agosto de 2001;
  • Mark Rein·Hagen, um dos produtores de Kindred: The Embraced, é o autor da série de livros Vampiro: A Máscara, Lobisomen: O Apocalipse e outros títulos pertencentes ao World of Darkness;
  • Todas as mudanças na série foram aprovadas pela White Wolf e por Mark Rein·Hagen.
    Mark Frankel (Julian Luna)
  • Há boatos de que a personagem Toreadora Lillie Langtry foi baseada em uma atriz real de mesmo nome, famosa na alta sociedade londrina do fim do século XIX pela sua beleza e inteligência. Conhecida também pelos seus diversos casos amorosos que incluem dois príncipes;
  • Mark Frankel fez diversos trabalhos na TV, dentre eles o filme A Season of Giants onde interpretou Michelangelo. Em 24 de setembro de 1996 Frankel morre em um acidente de moto, enquanto pilotava seu orgulho, uma Harley Davidson;
  • Outros boatos dizem que na possível 2ª temporada  elementos novos iam ser introduzidos, como os Malkavianos, Tremeres, lobisomens e o Sabá;
  • A série foi filmada nas cidades de Los Angeles, São Francisco e Fillmore, na Califórnia;
  • A série em DVD pode ser achada a venda (com certa dificuldade), então para aqueles que não consigam comprar, ela pode ser encontrada completa e legendada no RPG dos Piratas.

19 comentários:

  1. Bacana sua postagem. Já havia ouvido falar e pretendo ainda ver a série, mas não tinha tido tantos detalhes.

    Bela postagem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Huan!! Fico muito feliz que tenha gostado!
      Se você quiser baixar a série pode pegar por esse site:

      http://rpgdospiratas.blogspot.com.br/2013/02/kindred-embraced.html

      Ja ta com legenda e o link é seguro.
      Continue acompanhando aqui e se tiver uma sugestão não deixe falar!

      Abraço

      Excluir
    2. Grato, irei aproveitar a deixa e o fazer ^^

      Excluir
  2. a serie true blood tbm traz um senario muito parecido com Vampiro: A mascara... gostei muito dela!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente o True Blood tem muitos pontos em comum. Acho bem legal a hierarquia territorialista com os xerifes e reis, além das leis vampíricas. Ainda pretendo fazer um post sobre ele, vale muito a pena.

      Vlw pela dica!

      Excluir
  3. Ficou muito bom a sua primeira postagem. Gostei da sua abordagem retorica no inicio do texto e como ele flui. O conteúdo também está muito bom, ate pensarei em ver a série.
    Parabéns Ívina pela sua iniciativa, espero ver mais postagens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuito obrigada! Fico extremamente feliz por você ter gostado!
      Se quiser, pode pegar a série comigo. Ela é bem pequena, você consegue ver em um dia.
      Continue nos acompanhando e dando suas opiniões!
      Beijos

      Excluir
  4. Numa entrevista recente, Mark Rein Hagen, o criador do Vampiro A Máscara disse que foi basicamente enganado pela produtora do seriado, que só queria mesmo roubar a idéia dos livros deles mas sem se basear no seriado no conteúdo dos livros ou na opinião dele de como o seriado deveria ser, apesar de que o acordo inicial era de que o seriado seria fiel aos livros e que ele teria algum controle criativo.

    Link para a entrevista aqui:
    http://www.youtube.com/watch?v=X8YZjBJVzS0

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo link do vídeo Pedro, acabei de ver a entrevista.
      Isso acontece bastante na adaptação de livros e é uma pena que o seriado não tenha saído do jeito que o Mark Rein-Hagen queria, aposto que teria sido ainda melhor.

      Excluir
  5. Muito bom post, realmente as séries seguem um modelo mto parecido com as campanhas, bem observado. Existe uma série legalzinha chamada Lost Girl que ajudaria a inspirar os jogadores de Changeling, parece ser inspirada nesse jogo tb (se é que alguém joga Changeling!). Eu enjoei um pouco e parei de ver. Dá uma olhada se quiser.

    André

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada André!
      Pois é eu acompanho Lost Girl e realmente poderia inspirar bastante os jogadores de Changeling e outros também. Ele é interessante porque inclui todo o mundo sobrenatural, desde fadas a lobisomens e demônios.
      Eu cheguei a jogar Changeling uma vez, pena que foi muito pouco, mas eu gostei de jogar.
      Ainda faço um post sobre Lost Girl =)
      Brigadão pela dica

      Excluir
  6. Ótimo post! Sempre quis ver essa série quando era mais chegado em Vampiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, muito obrigada! Agora você vai ter a oportunidade de ver! O link do download ta on e com todas as legendas (http://rpgdospiratas.blogspot.com.br/2013/02/kindred-embraced.html)
      Espero que goste da série e que continue nos acompanhando!
      Abraços

      Excluir
  7. Ivina mostrando pesquisa, palavras, e uma delicadeza digna de admiração! Parabéns pela iniciativa... (Eric deve estar orgulhosão ^^)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuito obrigada Carlos! Me esforcei pra fazer esse post, vi a série duas vezes pra trazer as informações mais completas e da melhor maneira possivel. Fico muito feliz que você tenha gostado!
      Os comentários me deixam gratificada e com mais empolgação pros próximos!
      Beijão

      Excluir
  8. o link que vc passou não tem mais o seriado, vc tem alguma conta no mega que pudesse me passar que eu faça o download? obrigado

    ResponderExcluir