segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Fables - Referência de cenário.



Contos de Fadas estão presentes no imaginário da grande maior parte da população mundial. Especialmente, os contos de fadas que foram popularizados pela compilação Children's and Household Tales dos famosos Irmãos Grimm. Sim, você não leu errado, compilação. Na verdade, os irmãos Grimm tentaram fazer um livro que guiasse a moral das crianças da grande nação germânica, que ainda não era um país. Pra fazer isso eles pegaram vários contos populares - que não necessariamente tinham origem na Alemanha - e fizeram uma grande compilação, editando e esmerilhando até os mais finos detalhes. Por exemplo, da primeira pra segunda edição, todas as mães que maltratavam suas crianças foram substituídas por madrastas por que os críticos diziam que a instituição familiar devia ser amável e carinhosa, apenas indivíduos externos causariam danos à essa instituição. 

Fato é, não existe magia, não tem fadas madrinhas, as pessoas morrem, as irmãs de cinderela cortam o dedão e o calcanhar pra tentar entrar no sapatinho (que não é de cristal, foi só um erro de tradução pro inglês). Nem todos os vilões são punidos, nem todos os mocinhos se dão bem. É uma excelente leitura, abre sua mente pra muitas coisas. Ok, pra quem não conhecia os irmãos Grimm agora tá aí. Pra quem já conhecia, aposto que tem umas informações que vocês nunca tinham ouvido huh?

Muito bem, claro, contos de fadas estão diretamente relacionados à nossa capacidade imaginativa, eles nos ajudam quando crianças a desenvolver a criatividade e continuam até nossa vida adulta como exemplos de moral. Mas não é exatamente por isso que to falando de irmãos Grimm hoje. To aqui pra falar de Fables.

Uma série de quadrinhos sucesso de crítica, pouco conhecida aqui no Brasil. A série já ganhou 14 prêmios Eisner - o oscar das HQ's - e é considerada pela IGN como a melhor série de DC da atualidade além de ser cotada como a melhor publicação de toda a história da Vertigo (uma das editoras menores da DC Comics). 

Os personagens principais? Branca de Neve, Lobo Mau, Príncipe Encantado, João - o do pé de feijão - entre outros. Basicamente todo o universo do mundo dos contos de fadas faz parte de Fables. Além de ser uma excelente referência imagética, histórias muito bem escritas, personagens excepcionalmente reconstruídos, um puta trabalho criativo de resignificar coisas que já conhecemos, ela ainda nos apresenta claramente como uma versão graphic novel de Changeling: O Sonhar

É muito bom poder analizar a relação entre os dois universos que são tão próximos. Fables e o trabalho de Neil Gaiman são os principais referenciais dos dias atuais para o universo das fadas. A segunda edição de Changeling, de 2005, abraça as duas influências sem nenhum medo de ser feliz.

No universo dos quadrinhos, as Fábulas foram expulsas de sua terra natal bem como as Fae foram expulsas de Arcádia na história do RPG. Esses seres míticos tiveram que se mesclar aos seres humanos, se adaptando aos seus costumes para sobreviver no novo mundo. Os changelings foram forçados a fundir-se com almas humanas, pra se proteger da banalidade do mundo. As fábulas se tornaram pessoas comuns, com anseios, vícios e empregos comuns. Eles alimentam seus poderes mágicos com os sonhos das pessoas, da criatividade, inventividade, poesia do ser humano. 

Os personagens vivem entre os dois mundos, suas histórias se misturam entre as relações do passado numa terra esquecida e suas novas vidas como seres humanos. Perdidos na ponte aérea fantasia x realidade, os personagens não sabem mais se pertencem ao mundo das fadas, dos sonhos, ou se fazem parte da realidade. Podemos questionar se o simples fato de sonhar com alguma coisa já não faz aquilo parte da realidade, como parte da abstração dos nossos pensamentos, assim como nossas idéias, podem ser transformadas em algo sensível, palpável. 

O cenário de Fables é, por incrível que pareça, influência direta para os criadores de Changeling: O sonhar. Não vou entrar em mais detalhes pra não dar mais Spoiler. Leia Fables, jogue Changeling e veja a semelhança absurda entre os dois universos. Acha-se os quadrinhos quase completos em sites de torrent. A maior parte tá traduzida pro português pela Panini, é meio caro, mas é lindo.

Fica aqui minha recomendação do melhor quadrinho que já li na minha vida + o cenário mais versátil de rpg que eu conheço. 

Um abração do Mestre Suna.



Um comentário:

  1. Não tinha ouvido falar dessa HQ, mas parece ser realmente boa. Ultimamente a temática de contos de fadas tem aparecido em diversos meios de entretenimento e a maioria tem sido boa.

    ResponderExcluir